No mundo da tecnologia da informação, os bancos de dados desempenham um papel vital. Eles são o núcleo de sistemas de gerenciamento de informações, desde pequenas empresas até gigantes corporativos. Mas como podemos garantir que nossos dados sejam organizados de forma eficiente e confiável? Esta forma normal é o nirvana, a utopia, o estado ideal e perfeito da normalização. Entretanto, mesmo quando inatingível, um esforço para chegar próximo a ela é válido por eliminar várias possibilidades de anomalias. Às vezes, há mais do que um conjunto de colunas que poderia ser chave primária.

Por exemplo, em uma tabela Pessoa que tenha os campos CPF, RG, Estado, Nome e Data_nasc, tanto o CPF quanto o RG+Estado são chaves candidatas. Uma anomalia de atualização ocorre quando alterações em um dado no banco de dados também exigem alterações em outras linhas ou colunas da mesma tabela. Isto pode levar a inconsistências e erros se os dados não forem atualizados corretamente em todos os locais afetados.

Normalização de dados

Por exemplo, suponha que o preço de um produto esteja armazenado em várias linhas de uma tabela devido à falta de normalização. Nesse caso, uma atualização do preço pode ser aplicada acidentalmente apenas a algumas linhas, causando inconsistências. A normalização pode ajudar a evitar esse problema, garantindo que cada dado seja armazenado em apenas um local, facilitando bootcamp de programação a manutenção da consistência. Temos que garantir que não haja dependências transitivas nas tabelas. Na tabela Detalhes do pedido, a coluna Preço depende da coluna ID_Produto, mas também depende indiretamente da coluna Quantidade. Portanto, precisamos criar uma nova tabela para armazenar informações sobre o preço de cada produto em um momento determinado.

As formas normais são sequenciais, ou seja, se um banco se encontra na terceira forma normal, isso também significa que o mesmo está na segunda e também na primeira. Por isso devemos sempre começar a normalização pela primeira forma normal, para que não hajam problemas mais a frente na nossa normalização. Para consolidar o entendimento, vamos apresentar um esquema contendo os principais conceitos do assunto. Este tipo de abordagem é bastante eficiente para as revisões. Sendo assim, caso você já tenha estudado o tópico integralmente e precise apenas relembrar o conteúdo, recomendamos utilizar esta imagem.

O que é a normalização de uma base de dados?

Para que essa tabela passe à Terceira FN o campo Total deverá ser eliminado, a fim de que nenhuma coluna tenha dependência de qualquer outra que não seja exclusivamente chave. No caso de tabelas com chave primária composta, se um atributo depende apenas de uma parte da chave primária, então esse atributo deve ser colocado em outra tabela. Como uma relação corresponde definitivamente com aquela que é usualmente chamada de extensão de um predicado em lógica de primeira ordem exceto que aqui nós identificamos os locais no predicado com nomes de atributos. Para normalização nós nos concentraremos nas restrições que indicam relações individuais, isto é, as restrições relacionais. O propósito destas restrições é descrever o universo relacional, ou seja, o conjunto de todas as relações que são permitidas para serem associadas com certos nomes de relação.

Existem até oito formas normais ao total, mas as três primeiras são aquelas que devem ser consideradas. Para isso, podemos excluir a coluna de materiais e criar uma nova tabela para esse objetivo. Podemos notar que essa tabela não cumpre o requisito de que todos os atributos sejam atômicos. A evolução do hardware (NVRAM) tornará o custo de fazer um JOIN irrisório e desprezível.

O que são anomalias de banco de dados?

Damos aqui uma curta panorâmica informal das mais comuns. Cada forma normal listada abaixo representa uma condição mais forte das que a precedem na lista. Para a maioria dos efeitos práticos, considera-se que as bases de dados https://www.patosonline.com/bootcamp-de-programacao-e-1a-escolha-para-o-desenvolvimento-de-carreira/ estão normalizadas se aderirem à terceira forma normal. A normalização classifica as informações, fazendo com que uma base de dados seja fácil de administrar e manter, o que resulta em sua maior eficiência e desempenho.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *